Segurança dos Equipamentos de Trabalho, uma responsabilidade das entidades empregadoras!

Segurança em primeiro lugar!
Infelizmente, muitas vezes não é assim...e frequentemente são dados a conhecer publicamente muitos acidentes graves e mesmo mortais com máquinas ou outros equipamentos pela não observância dos requisitos mínimos de segurança e comportamentos indevidos.

 

O cumprimento do Decreto-Lei nº 50/2005 de 25 de Fevereiro é uma responsabilidade das entidades empregadoras.

 

10 questões para fazer o seu auto-diagnóstico!

1. Verifica se os equipamentos de trabalho que coloca ao dispor dos trabalhadores cumprem os requisitos mínimos de segurança?
2. Com que regularidade efectua essas verificações?
3. Quando decide comprar uma máquina nova sabe quais as obrigações do seu fornecedor e o que é que este lhe tem que entregar com a máquina? E quando é uma máquina usada? E quando é uma máquina alugada?
4. Tem um procedimento para recepção e aceitação das máquinas que adquire? (por exemplo verificação do manual de instruções, certificados, sinalética, etc)
5. Após ter adquirido uma máquina, efectua uma verificação inicial antes de esta entrar em serviço?
6. Informa e dá formação ao trabalhador sobre a segurança do equipamento de trabalho (máquina por exemplo) que utiliza?
7. Sabe quais os procedimentos de segurança que tem que adoptar quando uma máquina é sujeita a uma operação de manutenção significativa ou reparação?
8. Quando decide alterar uma máquina ou uma linha de produção com integração de vários equipamentos, ou conceber e produzir uma máquina para sua própria utilização, sabe quais os procedimentos de segurança a seguir e quais as implicações legais a que pode estar sujeito?
9. No caso de contratar fornecedores de serviços ou sub-empreiteiros que utilizem máquinas nas suas instalações, o que lhes deve exigir?
10. Sabe que a verificação de segurança duma máquina exige uma abordagem técnica multidisciplinar do ponto de vista de engenharia com a apreciação de todos os seus sub-sistemas, de potência e de comando (eléctricos, hidráulicos, pneumáticos), estruturais, de protecção, etc?

OUR Mission

CATIM, Portuguese Technological center for the metal working industry is a non-profit private institution of public utility, that resulted from the association of interests, industries, and associations with public companies.

It was established under the Decree-Law No. 249/86 of 25th August, with the changes that were introduced by Decree 312/95 of 29th November and registered as a Public Utility Institution, as published in the Official Gazette No. 15, II series of 87/01/19, at the Commercial Registry of Oporto, Registration No. 2, under the tax number 501 630 473.

 

Its mission is to contribute to innovation and competitiveness of national metal industries and similar or complementary sectors.

 

 

Services at Catim

Technological Center for the Metal Working Industry

Catim

Newsletter Formação Catim

Saiba tudo sobre as próximas formações!

Registe-se aqui.

Segurança dos Equipamentos de Trabalho, uma responsabilidade das entidades empregadoras! | catim

Error

The website encountered an unexpected error. Please try again later.