Siga-nos nas Redes Sociais  https://www.facebook.com/catim.pt

COVID-19, Medidas preventivas para Formação Presencial

SARS-CoV-2 (COVID-19) - Medidas preventivas para Formação Presencial

Medidas preventivas desenvolvidas tendo por base as recomendações da DGS e aplicáveis à organização de formação presencial promovida pelo Catim.

 

Instalações Gerais

·       Disponível para utilização:

o   Solução antisséptica de base alcoólica (SABA), com dispensador (entrada do edifício, WC’s, salas de formação e outros locais);

o   Sabonete líquido e toalhetes para secagem de mãos (em todos os WC’s);

·       Limpeza e Higienização frequente de superfícies, equipamentos e objetos de maior manuseio (sinalização do estado de limpeza do espaço);

·       Disponibilização de máscara cirúrgica, a quem não seja portador de uma máscara de proteção;

·       Informação didática/Recomendações DGS:

o   Correta utilização de máscara de proteção;

o   Higienização das mãos;

o   Sinais de alerta para sintomas;

o   Recomendações para a proteção.

 

Salas de Formação

·       É obrigatório o uso de máscara de proteção, por formandos, formador e demais agentes de formação;

·       Durante a exposição dos conteúdos pelo formador, é garantida a distância mínima de 2 metros em relação a qualquer formando;

·       O formador usa obrigatoriamente máscara de proteção, durante todo o tempo da formação, salvaguardando na sempre a distância mínima de 2 metros em relação a qualquer formando;

·       Acesso às instalações deve ocorrer apenas 5 minutos antes do início da sessão de formação;

·       Após procedimento de higienização das mãos e monitorização da temperatura, o formando é encaminhado para a sala de formação onde deve permanecer;

·       Está disponível na sala de formação, solução antisséptica de base alcoólica (SABA) para higienização das mãos à entrada e à saída da sala por formandos e formador;

·       A organização da sala de formação garante o distanciamento entre formandos e formador (aplicável também à disposição das mesas de formação);

·       A sala de formação tem a lotação máxima de 8 formandos;

·       Na sala de formação é privilegiada a renovação frequente do ar, dando-se preferência por manter as janelas abertas;

·       O formando deve levar para a sala de formação material que permita o acompanhamento da sessão (bloco/caneta) para evitar a partilha de material;

·       No decurso da formação, os lugares ocupados pelos formandos no início da mesma, não devem ser alterados;

·       A folha de presenças deverá ser passada por todos os formandos, após desinfeção das mãos com SABA ou pode o formador optar pelo registo informático das presenças;

·       Os resíduos pessoais produzidos (máscara, lenços, etc.) devem ser colocados em contentor próprio disponível na sala de formação ou à saída das instalações do Catim (local assinalado);

·       Deverá ser respeitada a distância mínima de segurança entre formandos e formador, em particular quando se encontram sem máscara para ingestão de comida e/ou bebida;

·       É facultado a cada formando coffee-break individual (apenas a máquina de café é de uso partilhado na sala de formação sendo esta utilizada após desinfeção da máquina/mãos);

·       Todos os equipamentos e superfícies são limpas e higienizadas antes de cada sessão/formação.

 Caso Suspeito

Caso algum formando apresente sintomas que possam estar relacionados com a infeção pelo vírus SARS-CoV-2 (COVID-19) como tosse persistente e/ou dificuldade respiratória e/ou temperatura ≥ 38.0ºC, o formador deverá agilizar com o responsável de SST, o encaminhamento do formando para área restrita para acompanhamento e desencadeamento de procedimento definido pela DGS e SNS.

 

 

Missão

O CATIM, centro de apoio tecnológico à indústria metalomecânica é uma instituição privada de utilidade pública sem fins lucrativos, que resultou da associação de interesses, de empresas industriais e respectivas associações com organismos públicos.

Foi criado no âmbito do Decreto-Lei n.º 249/86 de 25 de Agosto, com as alterações que lhe foram introduzidas pelo D.L. 312/95 de 29 de Novembro e registado como Instituição de Utilidade Pública, conforme publicação no Diário da República n.º 15, II série de 87-01-19, na Conservatória do Registo Comercial do Porto, Matricula N.º 2, detentor do número de contribuinte n.º 501 630 473.

 A sua Missão é a de contribuir para a inovação e competitividade das indústrias nacionais da metalomecânica e sectores afins ou complementares.

 

 

Serviços

da indústria para a indústria

Catim

Newsletter Formação Catim

Saiba tudo sobre as próximas formações!

Registe-se aqui.